segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

RODADA DO SERGIPÃO APRESENTA SURPRESAS

Torcida colorada saiu feliz com a vitória do Sergipe (Foto: José Maria Marques)

A Sétima rodada do Campeonato Sergipano da Série A1, realizada no último final de semana, apresentou algumas surpresas. Amadense e Frei Paulistano venceram e reagiram na tábua de classificação, enquanto o Sergipe reassumiu a liderança da fase classificatória após vencer clássico por 1 a 0, diante do Confiança, no Batistão, na tarde do último domingo (18).

A rodada começou no último sábado com três jogos. No Etelvino Mendonça, o Itabaiana fez 2 a 0, mas, acabou cedendo o empate ao Boca Júnior. Danielzinho e Ratinho marcaram para o Tricolor Serrana, enquanto Wendel e Matheus Santana, cobrando pênalti, fizeram para a equipe visitante. Com o resultado o Itabaiana, no encerramento da rodada, caiu para a segunda posição com 15 pontos. Já o Leão do Piauitinga chegou ao 10º ponto.

Mais dois jogos movimentaram a tarde do sábado (17). Em Nossa Senhora das Dores, o Amadense venceu o Dorense por 1 a 0, conseguindo sua primeira vitória na atual temporada. O Leão do Rio Real reagiu e tenta sair da zona de desconforto, agora com quatro pontos. No Batistão, o Olímpico aplicou 2 a 1 na Desportiva Socorrense. O resultado mantém a agremiação de Itabaianinha com 13 pontos e praticamente classificado para a fase hexagonal, enquanto, pelo outro lado, o “Siri”, campeão da segundona do ano passado, passa a ser um forte candidato ao rebaixamento.

Domingo

Nino Guerreiro (Foto: José Maria Marques)
Ontem, dois jogos concretizaram a sétima rodada do Sergipão. Na Arena Batistão, num jogo bastante disputado, onde a figura em destaque foi o goleiro Genivaldo, do Confiança, que não conseguiu garantir o empate. O Sergipe teve o feito planejado e venceu o arquirrival por 1 a 0, tento assinalado na segunda fase do encontro através do atacante Nino Guerreiro, que encaixou de cabeça um lançamento vindo da esquerda e fez a torcida rubra delirar de alegria. A vitória eleva o clube colorado à primeira colocação na classificação, com 16 pontos, e aumenta a crise no clube proletário, com apenas seis pontos e uma oitava posição.

Finalizando. O Frei Paulistano diante do Lagarto conseguiu um resultado muito importante para se aproximar do G6 e se firmou na sétima posição com 7 pontos. O Touro do Agreste venceu por 1 a 0, o alviverde lagartense, no estádio Jairton Menezes – o Titão, em Frei Paulo. Mesmo perdendo, o verdão da região centro-sul ficou na sexta posição com 9 pontos.

Classificação

1º Sergipe – 16 Pontos
2º Itabaiana - 15
3º Olímpico – 13
4º Boca Júnior – 10
5º Dorense – 10
6º Lagarto – 09
7º Frei Paulistano – 07
8º Confiança – 06
9º Amadense – 04
10º Socorrense - 01

Público e Rendas

Itabaiana 2x2 Boca Júnior
P: 235           R: 4.860,00
Dorense 0x1 Amadense
P: 268          R: 1.780,00
Socorrense 1x2 Olímpico
P: 55           R: 890,00
Sergipe 1x0 Confiança
P: 7.419      R: 186.120,00
Frei Paulistano 1x0 Lagarto
P: 345         R: 1.030,00
 
 

Um comentário:

Anônimo disse...

Quando a imprensa sergipana vai se alertar para o fato de Madona ter sido suspenso por 5 jogos 1+4, no julgamento da turma em 27/06/2017 e ter sido o único jogador não beneficiado com redução de pena no Recurso 03/2017 julgado pelo TJD-SE em 03/08/2017, porém só deixou de ser escalado em dois jogos, ou seja nos demais foi escalado irregularmente. Em matéria no GE de 11/01/2018
( https://globoesporte.globo.com/se/futebol/times/confianca/noticia/ailton-silva-finaliza-pre-temporada-com-posicionamento-e-bola-parada.ghtml ), fica patente que a Diretoria da ADC sabia da situação e declarou através da Assessoria "que a diretoria azulina está tentando reverter a pena, já fez a solicitação e aguarda um retorno do TJD-SE sobre isso". Porém não há nenhum registro de recurso ou decisão sobre isto no TJD-Se, até mesmo porque seriam intempestivo uma vez que passaram-se 5 meses da decisão do TJD. O ano passado fizeram uma escarcéu com uma denuncia inépta de Hiago sobre troca de nomes no Sergipe, mas este caso ninguém se pronuncia. É claro que a federação jamais retiraria, como manda o CBJD 9 pontos + pontos conquistado nos jogos em que Madona atuou irregularmente,o que já o deixaria praticamente rebaixado, afinal é o time da diretoria da FSF.