quinta-feira, 15 de julho de 2021

Núcleo do projeto “Gol do Brasil” será implantado em Aracaju nos próximos dias



O Estado de Sergipe foi contemplado com um núcleo do Projeto “Gol do Brasil”. As atividades desse núcleo serão desenvolvidas na Escola de Esportes Gerivaldo Garcia, no bairro Santos Dumont. Nos próximos dias, será assinado termo de parceria entre as entidades envolvidas no referido projeto.  

O “Gol do Brasil” é uma iniciativa da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), chancelada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO) e é resultado de uma forte parceria entre o Governo do Estado, por meio da Superintendência Especial de Esportes (SUPEE), Federação Sergipana de Futebol (FSF) e a própria Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O projeto atende a crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, em situação de vulnerabilidade social e tem como objetivo principal promover cidadania e educação e a inclusão social por meio do futebol.

Visita técnica - Na manhã desta quinta-feira, 15, a Coordenadora de Projetos de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da CBF, Eliana Mutchnik, esteve em Aracaju e acompanhada de membros da Supee e FSF, realizou uma visita técnica à Escola de Esportes Gerivaldo Garcia, localizado no Santos Dumont.

 A visita teve com o objetivo principal analisar e avaliar a localização, instalações, equipamentos esportivos e dependências e ao mesmo tempo, propor melhorias no local, para que a execução do projeto alcance os seus objetivos que é o desenvolvimento do Programa “Gol do Brasil” no Estado de Sergipe.

A coordenador Eliana Mutchnik se fez acompanhar do secretário geral da FSF, Orliandes Barros, do assessor da FSF, Danilo Dantas do administrador da Escola Gerivaldo Garcia, Jorgeval Melo, da supervisora, Valquíria Melo e do coordenador de eventos da Supee, Helder Oliveira. O grupo, juntamente com Eliana, discutiu sobre a viabilidade e implementação do núcleo do “Gol do Brasil”, naquele centro esportivo.

- Levo daqui as melhores impressões. É um espaço amplo, localizado em um bairro periférico, densamente povoado, com moradores de baixa renda e crianças em situação de vulnerabilidade social. Hoje, o núcleo já atende a essas necessidades com crianças do próprio bairro. A presença da CBF no entanto, trará um aprimoramento, melhorando as condições de atendimento – avaliou Eliana Mutchnik.

A princípio, o Projeto “Gol do Brasil” atenderá em média 240 crianças. Para cada 50 crianças, haverá dois profissionais trabalhando exclusivamente com elas e, ensinando os 10 princípios da metodologia CBF Social, que ligam educação, saúde e promoção da cidadania através do futebol.

Para a coordenadora de projetos da CBF, Eliana Mutchnik, o “Gol do Brasil”, é um programa de inclusão e preparação da criança enquanto cidadã. “O projeto traz para a criança, pensamento criativo, crítico, resolução de problemas, comunicação assertiva e demais debates, que são trabalhados a cada mês, com questões relacionadas ao futebol. A parceria da UNESCO com a CBF, faz uma avaliação com as crianças, familiares e professores, e depois de 10 meses, com todas as 10 habilidades trabalhadas, a UNESCO dá um novo resultado do impacto social que causou, procurando aprimorar a metodologia” diz Eliana Mutchnik.

Para se cadastrar no Programa “Gol do Brasil”, a criança precisa apresentar somente o CPF e não é obrigatório estar matriculado em alguma escola, pois o objetivo do programa é inclusão e medidas práticas, para crianças que vivem em áreas de vulnerabilidade social. 

“A CBF faz a preparação e a capacitação dos professores, com 40 vagas em média. Uma parte em EAD e outra presencial. O estado entra com o espaço físico e o material humano. É importante que exista a área de estudo com multiprofissionais de ciências sociais, como psicólogo, assistente social, pessoas que possam acionar a rede de serviços do estado, caso a criança traga problemas do cotidiano dela. Quando falamos sobre o que é empatia nas rodas de conversa, por exemplo, a criança acaba relatando casos de violência doméstica e coisas do gênero e o pessoal que está em campo não irá saber como reagir” afirma Mutchnik.

O Projeto “Gol do Brasil “é um legado da Copa do Mundo de 2014. Além das crianças e dos adolescentes atendidos, o “Gol do Brasil” também visa à formação de professores capacitados, para trabalhar com essa faixa etária. Financiado pelo Legado Copa do Mundo Brasil de 2014, pela CBF e por administrações municipais, o Gol do Brasil já está em pleno funcionamento em várias cidades do Brasil como Belém (PA), Recife (PE), São Paulo (SP), Ribeirão Pires (SP) e Teresópolis (RJ). O planejamento é para que ele chegue à totalidade dos 26 estados do país e também ao Distrito Federal.

Na próxima semana, a Superintendente Especial de Esportes, Mariana Dantas e o presidente da Federação Sergipana de Futebol, Milton Dantas, estarão na CBF para junto com o presidente interino da entidade, Coronel Antônio Nunes assinarem o contrato de implantação do Projeto “Gol do Brasil “, em Sergipe.

Por Givaldo Batista *

Nenhum comentário: